terça-feira, 20 de julho de 2010

MÃE

Lêda Selma

Nas pegadas de sol
escondidas nas teias
onde doem silêncios,
fecundam lembranças
e sorriem sonhos
de tantas marias:
Maria das graças,
Maria das dores,
marias tão santas,
marias sem mantos,
da vida, mundanas,
do perdão, dos amores.

Mãe das saudades,
das sinas, caminhos,
onde brincam estrelas,
sossegam temores,
dormem solidões,
despertam manhãs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário