quinta-feira, 22 de julho de 2010

APÓS O SUSTO, SUA MAJESTADE, O ARAGUAIA!

LÊDA SELMA

Como sempre, julho, com sabor de Araguaia, exala cheiro de saudades, incita fantasias de pescador, reverencia belezas de todos os sons e tons, como o alaranjar-se do sol, em transe, a se dissolver, lá no longe, aos pés do rio, para depois afogar-se em suas águas, e morrer devagarinho. Um espetáculo de dor e de êxtase, prelúdio de esperança, pela certeza do renascer, na manhã seguinte. Acho, a essa conjunção de vida e morte funde-se também o enigma dos contrastes. Eu, hem, filosofando?! Melhor poetizar. E fotografar (confiram meu novo “talento”, a fotografia – Ih! agora, pulei o Araguaia de cócoras! –) no meu blog que, modéstia às favas, está um charme!
Desta vez, capturei, também fotograficamente, de próprio punho, toda aquela beleza plácida do imponente monumento goiano, o Araguaia de pele morena,/de banzeiros e ressacas,/de corpo suado, lascivo,/coleante feito vento,/a beber solidões e sonhos/na calmaria das noites.
Mais um julho, mais um início de temporada, mais momentos de enleios naqueles cantos, encantos e recantos de uma natureza exuberante e cálida, molhada por águas dançarinas, e embalada pela música saída de suas próprias entranhas. Rio de cristais borbulhantes/em louras manhãs ridentes,/rio espiando, matreiro,/ao longe, n’altiva fraga,/a lua, toda faceira,/de namoro com a passarada/em tardes alcoviteiras.
A tralha, impaciente, e pronta já de antevéspera, como de hábito, queria porque queria rumar-se para a estrada, reavivar a alegria de ver a distância encurtar-se, ao engolir a serpente de piche, esparramada feito um rio de águas negras sobre o caminho dos sonhos. Leda sonhadora, a pobre iludida! Refiro-me à tralha, naturalmente.
Da tal estrada asfaltada, apenas, a rima, lembranças e saudades. A coitada finou-se, e deixou expostas escomunais feridas. Santo Deus, que buraqueira, um horror! Até tentaram, porcamente, mas não deu certo, encher os buracos com sei lá o quê, para a AGETOP espalhar na mídia que está tudo bem. O remendo ficou pior que o estrago. E nossos bolsos, claro!, pagaram o pato, ou melhor, o impacto (e que impacto!). Nós, os ocupantes da D 20 vermelha, cabine dupla, que o digamos.
A tragédia só não se realizou porque Deus, com a misericórdia atenta, acudiu-nos quando uma roda da camioneta, após vários baques nas crateras asfálticas, soltou-se, e, com o pneu, voou mais de trinta metros. É, bombrilescamente falando, marido tem mesmo mil e uma utilidades (pelo menos, o meu!): uma delas, a perícia para segurar a camioneta e suas rabanadas, ufa! Escapamos de um trágico capotamento, até porque o fluxo de veículos era enorme; um desses veículos, o carro de reportagem da TV Serra Dourada, que passava pelo local com destino a Aruanã. Assustados, o repórter John William e o cinegrafista Marcos dos Reis quiseram saber os detalhes do sucedido. Bem, acabei na tevê (nos jornais do Meio Dia e Serra Dourada), com os nervos à flor da perplexidade e da indignação – um Deus segure minha emoção e minha ira! –, ao lado da camioneta com a traseira arriada, e do caminhão-guincho tentando caroneá-la. Malditos buracos! Malditos irresponsáveis, responsáveis pelas estradas goianas, que tanto desrespeito despejam contra vidas e cidadãos! E o pior: reclamar a quem?!
Após horas e horas aqui e acolá, chegamos, à noite, ao Rancho Apolo, lá no Landi, que nos acolheu com o afago costumeiro. Enfim, uma semana de comilança, bebelança, prosança e violão dos bons, apesar de certas vozes desafinadas. Mas que importância isso tem, se tudo vale a pena se a alegria não é pequena? (Perdão, Fernando Pessoa!).
Julho é tempo de saudade, repito. E uma delas, a maior de todas: a do meu filhote, Júnior, que se estrelizou. Não posso comemorar seu aniversário, meu anjo, mas posso celebrar as lembranças que, vívificadas, ficarão ainda mais acesas dia 27, como fagulhas de amor. Parabéns, meu menino, e que Deus o abençoe, ah! e participe de sua festa!

Um comentário:

  1. MESTRA...
    QUEM TEM MARIDO COM MIL E UMA UTILIDADES...
    DEVE TER CUIDADO!!!
    NÃO PODE FAZER PROPAGANDA...
    POIS, A FILA DE ESPERA ESTÁ CHEIA DE INTERESSADAS (DE OLHO NOS PRESENTES)... KKKKK.... ASSINADO: Nº 1

    ResponderExcluir