domingo, 3 de julho de 2011

POEMAS DE LÊDA SELMA

NEM SEI DO AMOR...



Escondi atrás das sombras,
teu silêncio arredio.
E o vento que te fez pua
teceu farpas, enredou sedas
nos sonhos esmorecidos
em fartas plumas de luas.

Traguei teus restos de nadas
e bani a dor que era tua.
Fisguei de teus olhos, vontades,
e de teus guizos e risos
fiz música, provei prazeres
e me fartei de saudades.

Agora, revejo instantes
e me imanto no encanto
que rabisquei em teu corpo
quando meu corpo sonhava.
Nem sei do canto esquecido
no canto em que deixei perdidas
as sobras de tuas luas...

Nem sei do amor que nem sei
se escapuliu ou nasceu
naquela tarde vadia.
Só sei dos sonhos que sinto,
e desta ferida vermelha
– bem aqui do lado esquerdo –
mofando em meus labirintos
e me vigiando de esguelha.
Só sei das dores que espanto
e dos medos, inda tantos,
suados de amor e vinho.



TERRA-MÃE




Das estrias da terra,
a vida em floradas de trigo,
e o grão germinando vidas,
desnuando sonhos
e saciando silêncios.

Das funduras da terra,
o sustento à espera
de mãos parideiras
que sopesem dores,
silenciem sedes,
aparem estrelas.

O homem sua, e sangra,
e mistura suas dores
às vísceras da terra,
para adubar colheitas
de floradas vindouras.

É o rito da vida,
é o ciclo da espera,
é o esterco humano
pulverizando a fome.

6 comentários:

  1. Oi, Ledíssima!

    Que ótimo, ter de volta o seu blog! Agora, tome tento e mantenha-o sempre atualizado, em verso e prosa, e também em notícias de sua incansável prática no mundo das letras.

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosas poesias, de muita sensibilidade e sentimento profundo. Vida longa aos seus versos e à sua criatividade. Beijos, Luciana. Aracaju/SE

    ResponderExcluir
  3. Leda, gostei muito das tuas poesia. Elas me tranmitiram uma grande emoção. Abrs. Mardilê

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Lêda sua poesia é muito sedutora e envolvente. Amei tudo que li. Querod convidá-la a visitar meu blog http://emaranhadorufiniano.blogspot.com
    Seus comentários serão muito bem vindos. Bjs!!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Seus textos são sempre maravilhosos! Parabéns!

    ResponderExcluir